LOGOMARCA PRÊMIOS ATITUDE CARIOCA COR 02

MULHER DE

ATITUDE CARIOCA

 

LINDALIA SOFIA JUNQUEIRA REIS

 

CEO Ions Innovation e do Hacking.Rio, maior maratona de hackers da América Latina. Embaixadora da Global Women in Tech no Brasil. Foi a 1ª brasileira selecionada pelo Singularity University na NASA e é Coordenadora e Profa FGV Empreendedorismo, Inovação e Cidades Inteligentes. Investidora Gávea Angels e MIA (Mulheres Investidoras Anjos), Founders Institute, e membro dos Conselhos FINEP, ACRJ, Rio2C, CT SMART e influencer do MIT Technology Review.


Como Diretora de Inovação da Universidade Estácio, criou um programa único de pré-aceleração para empreendedores, que desenvolveu 60 startups, arrecadou mais de 2 milhões de investimentos e ganhou o Bizpark Awards 2015 "Best Accelerator". Selecionado em 2010 como um Programa Líder Mundial de Empreendedorismo e Inovação para Executivos da Singularity University, Silicon Valley, NASA Ames, imerso com líderes de grupos de cada país no mundo pesquisando nanotecnologia, robótica, inteligência artificial, bioengenharia, sistemas de medicina neural, redes de computadores, economia e meio ambiente, a fim de empreender mudanças no mundo ao longo de 10 anos.
Highly Commend venceu o “IBC Innovation Award 2012”, uma inovação em consultoria de gestão de projetos chamada i9 Rede Globo, rede colaborativa de inovação aberta, agora com 1.800 profissionais, mais de 455 iniciativas, 130 projetos concluídos.

Mais de 25 anos de experiência em grandes empresas nacionais e multinacionais ocupando cargos de alta direção nas áreas de planejamento estratégico, gestão de projetos, marketing, produtos e visão empreendedora, desenvolveu seu próprio modelo de empresa de consultoria de negócios e suprimentos. 

MULHER DE ATITUDE CARIOCA.png

ASPASIA CAMARGO

Socióloga, especialista em sociologia política, ambientalista, defensora da sustentabilidade, professora e política brasileira.

Formou-se em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) em 1964, e concluiu seu mestrado em Ciências Sociais em 1968 na École dês Hautes Études en Sciences Sociales - Universidade de Paris, onde também completou seu Doutorado em Ciências Sociais, sendo orientada pelo Professor Alain Touraine. Foi a primeira coordenadora do Setor de Pesquisas e de História Oral do CPDOC/FGV (1974), e a primeira mulher eleita Presidente da Associação Nacional de Pós Graduação e Pesquisas em Ciências Sociais (ANPOCS) em 1991. Foi também Secretária de Cultura do Estado do Rio de Janeiro (1989), Presidente do IPEA - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (1993) e Secretária Executiva do Ministério de Meio Ambiente (1995). Atualmente é Professora de Sociologia e Ciências Políticas da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) e da Fundação Getúlio Vargas (FGV), onde criou o Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil (CPDOC) e o Centro Internacional de Desenvolvimento Sustentável (CIDS), órgão voltado para o estudo e a disseminação do conceito de desenvolvimento sustentável.

Foi presidente da Comissão Permanente de Saneamento Ambiental, da Comissão de Governança Metropolitana do Estado do Rio de Janeiro,  e ainda membro da Comissão de Cultura, da Comissão Especial para Acompanhamento do fim dos Lixões, e da Comissão Especial para identificação das áreas contaminadas do Estado. Também representou a Alerj na União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale) como presidente da Comissão Especial do Pacto Federativo.

É autora da lei 6496/13 que regulamenta a divulgação das condições das águas e das areias das praias mais frequentadas do estado, obrigando o Poder Público a informar se elas estão próprias ou impróprias. Tramitam na Alerj dois importantes projetos de lei de sua autoria: o PL de Saneamento, que estabelece que o Governo do Estado deve atuar nas pontas do sistema (tratamento de água e de esgoto), deixando os serviços de abastecimento de água e coleta de esgoto para os municípios; e o PL do Mercúrio, que visa proibir a fabricação, o uso, a comercialização, a utilização, o armazenamento e o reparo de instrumentos que contenham mercúrio, entre eles os aparelhos de pressão e os termômetros analógicos.

É autora da Lei dos Resíduos Sólidos e da Lei Aspásia Camargo de Mudanças Climáticas, que estabelece metas de redução de Gases de Efeito Estufa em 20%, até 2020. Presidiu a Comissão do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano e Sustentável do Rio de Janeiro e a CPI da Desordem Urbana, cujo relatório final inspirou o Poder Executivo, já na gestão de Eduardo Paes, a criar uma Secretaria Especial de Ordem Pública. Foi também a relatora da CPI da Saúde.

MARIA LUIZA REIS – ASSESPRO

Fundadora e CEO da Lab245 Software.

Presidente eleita da ASSESPRO RJ (Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação) para o biênio 2019/2020 e reeleita para o biênio 2021/2022, Maria Luiza Reis é a primeira mulher presidente em 42 anos de existência da associação.

Durante a sua primeira gestão, a ASSESPRO RJ realizou 10 grandes eventos de tecnologia com milhares de inscritos. Durante a pandemia, criou o Radar Assespro, programa semanal que já conta com 57 edições e foi palco de debates que reuniu grandes nomes do cenário de inovação.

Doutora em Engenharia Nuclear pela COPPE/UFRJ em 1994, Mestre em Engenharia Mecânica pela COPPE/UFRJ em 1990 e Engenheira Mecânica com ênfase em Engenharia Nuclear pela UFRJ em 1989. Nesse período foi pesquisadora,  gerente de projetos do simulador do circuito primário do submarino nuclear brasileiro e  pesquisadora visitante na Université Blaise Pascal no Laboratório de Visão Artificial em Clermont Ferrand na França.

Maria Luiza Reis, foi líder no movimento em prol do reconhecimento da Rede de Ciências de Dados e Inteligência Artificial do Rio de Janeiro como primeiro polo de IA do Brasil. Este ano, lançou o movimento Rio + Inovador, que tem como objetivos: criar um polo de tecnologia de renome nacional e internacional, promover a integração com centros de ensino e pesquisa, fomentar os negócios de tecnologia, atrair investimentos em inovação e tornar a tecnologia a atividade econômica mais estratégica do estado.

Pela Lab245 Software, liderou projetos vencedores de prêmios como Melhor Document Imaging com a TV Globo, melhor Workflow com a Petrobrás, melhor Document Management pela Odebrecht, entre outros.  Lançou, em 2018, a plataforma de inteligência artificial brasileira Magali Robot  é autora de diversos artigos científicos, tecnológicos e de empreendedorismo em publicações nacionais e internacionais.